Estudo de Viabilidade para clínicas e hospitais

Médica sorridente lendo prontuário

Elaborar o plano de negócios detalhado, verificar se há mercado para sua clínica ou hospital e quais custos você pode incorrer é um trabalho complicado e requer muito tempo, energia e pesquisa.

Antes de começar a escrever seu plano de negócios, é recomendado que conclua um estudo de viabilidade, um documento que concentra em entender se a organização poderia fazer o empreendimento funcionar, e envolve considerar cinco áreas principais:

Alinhamento estratégico – o centro de saúde vai levar adiante sua missão?
Oportunidade de mercado – os pacientes irão se beneficiar do seu serviço?
Capacidades operacionais – você pode fazer isso acontecer?
Potencial financeiro – é possível atingir as metas de lucratividade?
Viabilidade social – você alcançará os objetivos sociais?

Alinhamento Estratégico

Estuda a adequação do negócio à sua organização.

Nesta seção é necessário cumprir as seguintes funções:

Descrever como o serviço realizado é apropriado para sua organização;
Explicar como isso se encaixa com os valores / visão / missão / pontos fortes / habilidades / recursos da sua organização;
Analisar as dificuldades para promover, produzir ou entregar o serviço de saúde;
Determinar qual estrutura organizacional seria melhor para levar sua empresa adiante;
Avaliar quais habilidades serão necessárias em sua diretoria e no nível de equipe;
Identificar as habilidades necessárias para gerenciar seu centro de saúde.

Oportunidade de mercado

Avalia se alguém vai utilizar serviço e em quais circunstâncias. Nesta etapa:

Descreva os pacientes: quais são suas características demográficas?
Explique o que eles comprarão (os serviços de saúde e seus elementos-chave);
Fale sobre as necessidades dos pacientes que o serviço atenderá;
Descreva como, quando e onde utilizarão o que você oferece;
Descreva quais segmentos de cliente / mercado você terá como alvo – por exemplo, mulheres solteiras entre 24 e 45 anos.

Em seguida, continue o estudo de viabilidade com as seguintes ações

Ilustração de uma recepção de clínica

Avalie o tamanho do mercado (ou seja, os clientes em potencial). Quantos pacientes é possível esperar por ano?
Determine com que frequência os clientes irão atrás do seu serviço. Qual é o valor médio de cada procedimento realizado?
Explique se é um mercado maduro ou imaturo. Qual é o potencial de crescimento?
Identifique e descreva as tendências deste cenário;
Forneça evidências de que o mercado demonstrou suporte para o seu centro de saúde;
Explique qual nicho sua clínica ou hospital atenderia. Descreva como você se diferenciaria no mercado de seus concorrentes. Lembre-se de que os clientes irão basear sua decisão na qualidade, preço e experiência, e não em motivos de caridade.

Se você está contando com boa vontade para vender seu serviço de saúde, é sinal de que está planejando uma arrecadação de fundos, não um negócio;
Descreva e avalie seus concorrentes. Quais são os seus pontos fortes e fracos?
Explique como seu serviço difere do que já é oferecido – por exemplo: preço, qualidade, ações;
Descreva sua vantagem competitiva;
Explique as forças competitivas no mercado. Qual é o poder de barganha dos compradores e fornecedores? Qual é a ameaça de uma nova competitividade? Como é a rivalidade neste mercado? Existem serviços substitutos?
Avalie se há espaço para outro provedor no mesmo cenário de atuação;
Lembre-se, a pesquisa de mercado formal é uma parte crítica da avaliação de viabilidade de negócios.

Capacidades operacionais

Avalia se sua organização possui as habilidades, recursos e ferramentas para administrar esta empresa. Nesta etapa é necessário:

Determine quanto tempo levará para concretizar a abertura do centro de saúde;
Identifique e descreva os fornecedores necessários. Quanto eles cobrarão e como será feito o pagamento?
Descreva o processo de vendas, ou seja, desde a compra de insumos, passando pela fabricação dos produtos e serviços, até a venda ao cliente e o pagamento aos fornecedores. Como é possível isso acontecer, de maneira prática?
Explique o que teria que mudar para facilitar o sucesso;
Avalie se precisará de uma nova instalação;
Avalie quais gerentes / funcionários adicionais são necessários. Qual será o custo? Eles exigem treinamento?
Descreva como informaria o mercado sobre sua presença;
Descreva seus parceiros externos;
Avalie qual teste do serviço será preciso;
Verifique os requisitos legais necessários para operar um centro de saúde. Por exemplo, licenças, autorizações, certificações, etc.;
Descreva as próximas etapas principais para fazer a empresa avançar. Quais são os marcos gerais? Quando isso ocorrerá?
Determine o que pode dar errado – e seu impacto;
Descreva o que fazer para evitá-lo;
Analise em quais pontos você poderia cortar suas perdas se as coisas não saírem como planejado.

Potencial financeiro

Avalia o potencial de sua ideia de negócio para gerar receita de vendas significativa e atingir o ponto de equilíbrio do negócio após três anos. Nesta etapa é preciso:

Fazer uma estimativa do valor de seus ganhos nos primeiros três anos;
Determinar os possíveis custos iniciais, incluindo: tecnologia, pessoal, materiais, equipamentos, marketing e planejamento;
Calcular quais serão seus custos operacionais.

Pessoa sentada observando e analisando relatório

Siga para as seguintes ações

Determine o valor a ser cobrado em suas vendas. Como você chegará ao preço ideal?
Faça uma estimativa do lucro líquido potencial de uma venda.
Avalie os problemas de fluxo de caixa previstos, incluindo demanda sazonal ou altos custos iniciais;
Calcule o montante do capital de giro necessário;
Avalie quais são suas premissas de vendas nos primeiros anos. Vendas atuais? Crescimento?
Entenda quanto tempo levará até que o empreendimento atinja o ponto de equilíbrio;
Determine os principais impulsionadores da lucratividade. A empresa pode operar neste nível? Quais são os riscos?
Identifique e descreva fontes potenciais de apoio financeiro e humano para os diferentes estágios de desenvolvimento da empresa.

Viabilidade Social

Avalia se é provável que sua empresa tenha sucesso ao realizar a mudança social almejada.

Determine se os funcionários-alvo possuem as habilidades para realizar o que é necessário;
Avalie se as ações necessárias atenderão às suas demandas;
Determine se os trabalhos que eles desempenham resultarão em uma conexão permanente com o mercado;
Avalie se a empresa será capaz de acomodar as barreiras enfrentadas por esses funcionários;
Determine quais habilidades os funcionários-alvo precisarão aprender no trabalho. Como eles aprenderão?
Calcule quantos funcionários a empresa precisará;
Compute quanto os colaboradores vão ganhar regularmente. Quais serão seus benefícios?
Avalie as condições de trabalho da população-alvo. Ou seja, horas por semana, tempo de viagem, requisitos físicos, exposição ao álcool, equipamento que usarão, níveis de estresse, etc.

Implementação de novas atividades 

equipe de médicos realizando procedimento cirúrgico

Para elaborar o processo de gestão de novos serviços prestados pelo hospital ou  clínica é fundamental criar um estudo de viabilidade. Com ele será possível prever as despesas tanto para a implantação quanto para a manutenção das atividades, já que poderá ser necessário adquirir novos equipamentos ou insumos diferenciados para as atividades realizadas no seu posto de saúde.

Dessa maneira, o ideal é realizar a cotação do equipamento completo, bem como dos insumos clínicos previamente, apurar um consumo periódico, atentar-se aos custos de manutenção preventiva das tecnologias e analisar a possibilidade de contratação de novos funcionários, se julgar necessário.

Também é recomendável fazer uma projeção das despesas, considerando um período bem longo, até que a produtividade possa gerar retorno financeiro que neutralize ou supere os investimentos calculados anteriormente. Trabalhar com bons indicadores, neste caso, é fundamental para que seja possível validar o sucesso dessa nova atividade.

Estudo de Viabilidade para saúde vs. Plano de Negócios

Um estudo de viabilidade não é um plano de negócios. As funções separadas do estudo de viabilidade e do plano de negócios são frequentemente mal interpretadas. O estudo de viabilidade fornece uma função investigativa. Ele aborda a questão de “Este é um empreendimento comercial viável?” Já o segundo projeto tem como principal função o planejamento. Ele delineia as ações necessárias para levar a proposta da “ideia” à “realidade”.

O estudo de viabilidade para o setor de saúde descreve e analisa várias alternativas ou métodos para alcançar o sucesso nos negócios. Ele ajuda a estreitar o escopo do projeto para identificar os melhores cenários possíveis. O plano de negócios trata apenas de uma alternativa ou cenário.

O estudo de viabilidade é realizado antes do plano de negócios, por isso o planejamento só é preparado após o empreendimento ter sido considerado praticável. Se a proposta for considerado viável, geralmente é elaborado um plano de negócios a seguir, que fornece um roteiro de como o empreendimento deverá será criado e desenvolvido.

O plano de negócios fornece o modelo para a implementação do projeto. Se o hospital for considerado inviável, esforços podem ser feitos para corrigir suas deficiências, outras alternativas podem ser exploradas ou a ideia é abandonada.

Estudo de Viabilidade para setor de Saude 4

Razões para fazer ou não um estudo de viabilidade

Os líderes de projetos podem se sentir pressionados a pular a etapa da análise de viabilidade e ir diretamente para a construção do negócio, por opiniões de indivíduos de dentro e de fora do projeto. As razões apresentadas para não fazer uma análise de viabilidade incluem argumentos como:

“Nós sabemos que é viável, um hospital existente já está fazendo isso”
“Por que fazer outro estudo de viabilidade quando um foi feito há apenas alguns anos?”
“Os estudos de viabilidade são apenas uma forma de os consultores ganharem dinheiro.”
“A análise de mercado já foi feita pela empresa que vai nos vender o equipamento de saúde.”
“Por que não contratar um gerente geral que possa fazer o estudo?”
“Os estudos de viabilidade são uma perda de tempo. Precisamos comprar o prédio, amarrar o local e fazer uma licitação do equipamento.”

As razões apresentadas acima não devem dissuadi-lo de conduzir um estudo de viabilidade preciso e significativo. Depois de tomadas as decisões sobre como prosseguir com o centro de saúde, geralmente é muito difícil alterá-las. Lembre-se, você precisará conviver com essas decisões por muito tempo.

A realização de um estudo de viabilidade é uma boa prática comercial. Se examinar as empresas de sucesso, descobrirá que elas não entraram em um novo empreendimento sem primeiro examinar minuciosamente todas as questões e avaliar a probabilidade de sucesso nos centro de saúde.

Mais razões para conduzir um estudo de viabilidade para saúde

Ele dá enfoque ao projeto e delineia alternativas;
Estreita alternativas de negócios, por exemplo, expandir as especialidades da clínica;
Identifica novas oportunidades por meio do processo investigativo;
Identifica os motivos para não prosseguir;
Aumenta a probabilidade de sucesso ao abordar e atenuar fatores no início que podem afetar o projeto futuramente;
Fornece informações de qualidade para a tomada de decisões;
Oferece documentação de que o empreendimento comercial foi minuciosamente investigado;
Ajuda a garantir financiamento de instituições de crédito e outras fontes monetárias;
Auxilia na atração investimentos de capital.

Conclusão

Estudos de viabilidade são, sim, absolutamente necessários antes de formular um plano de negócios. É através desse conhecimento adquirido que será possível determinar as probabilidades de sucesso de um novo projeto de empreendimento.

Gostou deste artigo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram