Empresas Jr. e Tradicionais: motivos para contratar uma EJ

Empresas Jr. e Tradicionais jovens trabalhando juntos

Empresas Jr. e Tradicionais são constituídas por muitos diferenciais, no entanto, existe espaço no mercado para ambas as modalidades de negócio. 

O conceito de Empresas Júnior visa proporcionar ao estudante do ensino superior uma experiência única de aprendizado enquanto atua em sua área. Ao mesmo tempo em que ainda estudam na universidade, eles gerenciam suas próprias pequenas e médias empresas (PMEs) sem fins lucrativos.

Um dos diferenciais desse tipo de organização é prestar serviços com valores abaixo do mercado, investindo o faturamento na capacitação dos membros voluntários. As EJs têm o objetivo de promover o conhecimento e fomentar o crescimento pessoal e profissional dos jovens, por meio da experiência empresarial.

Além disso, elas interligam o mercado de trabalho às instituições acadêmicas e oferecem projetos de consultoria ao público. Assim, os membros têm a oportunidade de transmitir para a sociedade um pouco do que aprenderam na universidade.

Denominadas Empresas Júnior, essas instituições oferecem serviços de consultoria em relação às suas áreas de estudo (Administração, Design, Engenharia, etc.). Os estudantes vendem, gerenciam e executam os serviços oferecidos, isso lhes dá experiência empresarial e profissional prática e a oportunidade de impactar os negócios dos seus clientes.

Orientadas a um propósito

As EJs se concentram no propósito de fornecer serviços aos clientes e promover o desenvolvimento dos associados. Esse foco os “transforma em laboratórios” para desenvolver habilidades, fazendo com que se organizem de maneiras cada vez mais inovadoras.

Para promover o desenvolvimento dos membros com eficácia, as empresas Jr. se desafiam a melhorar a cada ano. Esse entendimento resulta no impacto, na qualidade e nos resultados dos seus projetos executados. É importante ressaltar que as EJs aumentam a empregabilidade dos alunos e as probabilidades de eles serem empreendedores. As empresas Jr. também promovem a marca de sua universidade e apoiam o desenvolvimento de negócios locais.

Quais são as vantagens de contratar empresas Jr.?

Empresas Jr. e Tradicionais equipe segurando lâmpada

Contratar os serviços de uma empresa Jr. é vantajoso para basicamente qualquer negócio, dentro de todos os setores. Como já foi mencionado, a inventividade e insights característicos dos estudantes são essenciais para empresas que desejam crescer, além de apenas sobreviver no mercado. Esses universitários costumam agregar valor em todos os processos e entregar resultados extremamente apurados.

Lucros

Ser uma organização sem fins lucrativos não significa que essa empresa não obterá lucro algum. As organizações sem fins lucrativos podem ganhar dinheiro, mas todo ele deve voltar para a EJ, pagando os salários dos funcionários, despesas administrativas e outros custos indiretos.

Os universitários têm noção de que não receberão remuneração financeira, mas trabalham com o intuito de fomentarem o aprendizado prático, se prepararem para o mercado de trabalho e pela insaciável sede por conhecimento. Estão ansiosos, porém seguros para aplicar suas ideias, demonstrar com ações seus aprendizados e valorização do trabalho.

Conhecimento técnico

Empresas Jr. vem conquistando sucesso por meio dos seus serviços, conhecimento técnico obtido em sala de aula, nas práticas e nos momentos de ensinamentos avançados. O ideal de entregar o melhor resultado constrói, entre os funcionários da gestão, ambientes mais seguros e livres de negatividades.

Investimento em qualificação

Todo dinheiro das empresas Jr. considerado lucro é aplicado na qualificação e desenvolvimento dos membros, como um investimento para torná-los preparados para o mercado de trabalho, bem como melhorar constantemente os resultados dos seus projetos. Em suma, o recurso que entra é aplicado em cursos, eventos da rede de conexão, na qualidade da execução dos trabalhos, dentre outras atividades.

Profissionais orientados às lideranças

Duas jovens sorrindo conversando trabalho

Os processos de tomada de decisão democráticos e participativos são usados para solicitar contribuições dos membros da equipe, uma consideração chave para todas as atividades.

Os funcionários que trabalham sob esse estilo de gestão têm mais probabilidade de se sentirem motivados e energizados, o que pode se traduzir em uma redução na rotatividade e no desgaste da equipe.

A liderança orientada para as pessoas convida à criatividade, inovação e pensamento novo: aspectos vitais de um local de trabalho fluido e ágil. Ao incorporar novas ideias em procedimentos e metas organizacionais, uma empresa é capaz de ser responsiva e acompanhar as mudanças do tempo, principalmente em se tratando de tecnologias.

Empresas Jr. e Tradicionais: maiores diferenças

Não tem como fugir: é impossível falar sobre as EJs sem mencionar o benefício financeiro de contratá-las. Não é o fator mais importante, é claro. Mas não deixa de ser um diferencial gritante: o valor cobrado por uma Empresa Júnior pode chegar a ser até 75% mais baixo do que o de uma tradicional (ou sênior).

Do mesmo modo, é um fato que não pode ser ignorado. A grande explicação por trás disso é a folha salarial dos funcionários. Enquanto os empregados comuns recebem seus salários, os universitários que atuam nas Empresas Jr. realizam seus trabalhos de maneira voluntária.

Empresas Jr. e Tradicionais: qualidade

Empresas Jr. e tradicionais Equipe jovem trabalhando comemorando

Não adotaremos qualquer posicionamento que questione a atuação de profissionais que possuem décadas de experiência em suas funções. Ter muitos anos de realizações em um determinado serviço definitivamente depõe a favor deles. No entanto, desde já, é fundamental ressaltar o entusiasmo da juventude que quer ser posta a prova em uma escala comparativa.

E os números não depõem contra as Empresas Jr. Ao contrário! Se você chegar em alguma universidade que disponha desse serviço, serão eles os primeiros a te oferecer cases de sucesso apontando suas conquistas.

Isso acontece porque os estudantes estão, sim, mais dispostos a mostrar serviço, como falamos, a grosso modo. Impactar clientes é fundamental para Empresas Jr., pois faz parte da educação desses jovens, condiz com suas naturezas questionadoras e que precisam, mais do que se mostrarem: eles querem ser e sentirem-se capazes de realizar grandes projetos com eficiência.

Universitários comprometidos com uma Empresa Jr. preferem entregar ao cliente um trabalho perfeito do que simplesmente agir de acordo com o contrato: seu futuro dentro daquele nicho está em jogo, e eles sabem disso.

Por esses motivos, uma EJ. é mais do que qualificada para atender às suas demandas: empresas Jr. dispõem do “know how” necessário, são perfeitamente capazes de competir com empresas tradicionais, e entregar valor diferenciado. Quem investe sabe disso.

Dados sobre as Empresas Jr. 

Segundo informações do site legadoconsultoriajr.com.br, o número de empresários juniores no Brasil passou de 19 mil, em 2017, e para mais de 22 mil, em 2018. O crescimento de 16% foi apresentado em levantamento realizado pela Confederação Brasileira das EJs.

O Movimento Empresa Júnior (MEJ) contabiliza cerca de 15 milhões de reais transacionados em projetos pelas EJs federadas. Com isso, é necessário esclarecer que os alunos são voluntários e que não devem receber remuneração, portanto, grande parte dessa quantia, é revertida para a própria universidade em que estudam.

A aplicação dos lucros passa a ser na capacitação dos associados e melhoria do patrimônio, podendo, ainda, virar investimento em laboratórios, bibliotecas, salas de estudo e demais setores das instituições de ensino.

Além disso, existem algumas universidades e Empresas Jr. que possuem fins sociais e ajudam ONGs e outras organizações. De qualquer forma, o reinvestimento na comunidade é indubitável, seja ele financeiro ou pessoal.

Inovação

Jovem estudante trabalhando notebook conversando web

As Empresas Jr. não ficam para trás quando se trata de trazer novas ideias e debates em grupo. Esses estudantes estão por dentro de ferramentas atuais, tecnologias disponíveis, e eventos das suas áreas de atuação.

Além disso, possuem a mesma capacidade de inovar que os profissionais com mais experiência, já que se arriscam e são mais propensos a se permitir serem inspirados por fatores externos.

Isso acontece porque estão em início de jornada e ainda existe um frescor ambicioso pelo aprendizado e por agarrar boas oportunidades, bem como em saber reconhecê-las.

O estudo das disciplinas acadêmicas simultâneo aos processos da empresa também são um fator positivo na atuação das EJs., pois desafia os alunos a aplicarem o que vem aprendendo, para além das avaliações ou trabalhos.

Isso permite ganhos para a empresa, que terá suas capacidades testadas o tempo inteiro, além da responsabilidade de representar a universidade da qual fazem parte.

 

Gostou deste artigo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram